Generic placeholder image
Generic placeholder image
Facebook

CINEMA. Esplanada do Museu, em Patrocínio, se transforma em cinema ao ar livre

CINEMA. Esplanada do Museu, em Patrocínio, se transforma em cinema ao ar livre

Projeto Cinema na Praça, exibe três filmes como comemoração dos 50 anos da indústria Pif Paf

A Esplanada do Museu na Praça Matriz, em Patrocínio, se transforma em sala de cinema ao ar livre na noite do dia 21 de abril, sábado, quando serão exibidos filmes para a população. A exibição faz parte do Projeto Cinema na Praça, promovido pela Pif Paf, indústria de alimentos, que, em comemoração aos 50 anos de fundação. 

Serão exibidos três filmes educacionais infanto-juvenis, que abordam temas como ética, respeito ao meio ambiente e pluralidade cultural, de grande importância para formação de crianças e adolescentes. São eles: “Chute mais forte do bairro”, “Um convite difícil de engolir” e “Onde está o seu meio ambiente?, com duração de 30 minutos cada (confira a sinopse abaixo). 

O acesso ao evento é gratuito e, além exibição de filmes, terá boa gastronomia. Estandes com produtos da Pif Paf estarão disponíveis para o público na praça. 

A ideia é levar cultura a quem não tem acesso, disponibilizando ainda oportunidade de entretenimento e lazer aos moradores. A indústria leva sessões itinerantes de cinema a 10 cidades mineiras. 

O projeto começou em Araxá, no dia 20 de abril. Depois de Patrocínio, serão exibidos filmes nas cidades de Divinópolis, Formiga, Piumhui e Capitólio (2,3,4 e 5 de maio); Viçosa e Visconde do Rio Branco (17 e 18 de agosto); além de Teófilo Otoni e Montes Claros (14 e 15 de setembro). 

Indústria mineira de alimentos, com sede corporativa em Belo Horizonte, a Pif Paf decidiu comemorar os 50 anos de fundação brindando os moradores de cidades do interior com o glamour do cinema, tendo em que vista que muitas salas de cinema deixaram de existir nestes municípios 

Sinopse dos filmes:

- “O chute mais forte do bairro” (duração: 30 minutos)

O filme aborda o tema ética ao contar a história de Theo, um menino que, em um instante de entusiasmo, quebra a vidraça do Tio Juvenal com uma bola. Para se livrar do aperto, conta uma mentira. Ele percebe que fez a coisa errada, mas não sabe como corrigir o erro. É aí que a amizade surge como apoio e segurança para enfrentar essa situação difícil. Por meio da história, o filme trabalha os conceitos de valentia, honestidade, o valor das palavras, o auxílio dos amigos e a serenidade para julgar pessoas e fatos. 

“ Um convite difícil de engolir e Onde está o seu meio ambiente? (duração de 30 minutos)

Aborda o tema pluralidade cultural ao contar a história de Mai, um descendente de japoneses. No caminho para um almoço especial na casa da Mai, as crianças recordam que ela é descendente de orientais e que já ouviram dizer que japoneses comem peixe cru. E agora? Eles não querem correr o risco de provar comidas diferentes, mas também não querem desagradar a amiga. O que fazer? O filme trabalha os conceitos de de ampliação do conhecimento sobre hábitos culturais, cortesia, gentileza, aceitação das diferenças e flexibilidade. 

Onde está o seu meio ambiente?” (30 minutos)

O tema meio ambiente é abordado no filme ao contar a história de um grupo de crianças que saem de uma aula de geografia animadas a salvar o planeta da poluição. Mas, da observação do caminho de volta para a casa, surgem as perguntas: onde está nosso meio ambiente? Onde ele realmente começa e no que podemos contribuir mesmo para sua preservação? O enredo falar sobre a importância de atitudes como pensar e atuar; observação e reflexão; compromissos da vida coletiva; e adaptação frente às dificuldades.

 

Fonte: Rede Hoje

Foto: Divulgação

Comentarios