Generic placeholder image
Generic placeholder image
Facebook

Instituições financeiras devem encaminhar proposta para operar com recursos do Funcafé

Instituições financeiras devem encaminhar proposta para operar com recursos do Funcafé

O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), gerido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), liberou para a produção na safra 2018/2019 R$ 4,96 bilhões para as linhas de crédito de custeio, estocagem, aquisição e capital de giro para indústrias e cooperativas de produção.

Os recursos são acessados pelos produtores, cooperativas e indústrias processadoras de café por meio de instituições financeiras credenciadas junto ao Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) e habilitadas pelo Ministério da Agricultura.

Para habilitação, as instituições financeiras interessadas devem encaminhar, até o próximo dia 20, proposta de contratação dos recursos no endereço eletrônico funcafe@agricultura.gov.br

Os documentos exigidos para habilitação constam no Aviso publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (4), disponível aqui.

Os recursos foram aprovados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) na semana passada. Na safra anterior o valor foi de R$ 4,89 bilhões.

Os valores foram distribuídos em até R$ 1,1 bilhão para custeio, R$ 1,862 bilhão para estocagem, R$ 1,063 bilhão para aquisição (FAC) e R$ 10 milhões para recuperação de cafezais danificados.

Para capital de giro, o limite é de R$ 200 milhões para a indústria de café solúvel, de R$ 300 milhões para a de torrefação e de R$ 425,2 milhões para as cooperativas, totalizando R$ 925,2 milhões.

Mais informações à Imprensa: Coordenação-geral de Comunicação Social

Comentarios